Rubens Tubenchlak

Rubens Tubenchlak, violonista e compositor, atuante na área da música contemporânea, teatro, cinema, entre outros, compôs a trilha da peça teatral “Cantos Malditos de Maldoror” (2001), compôs a ópera popular “Lilith e o Sonho de Laio” (2007), a trilha do filme “Arte, Cultura e Sensibilidade” de Flavia Corpas (2014), ganhou prêmio da XX e XXI Bienais de Música Brasileira Contemporânea com uma obra para quarteto de cordas (2013), e outra para grupo misto com 8 integrantes (2015) dentre outros projetos. É sócio fundador da AMMC (Associação Movimento Música de Câmera).

 

No campo da literatura infantil, destacam-se suas composições e arranjos para o projeto de Circulação Literária, patrocinado pela FUNARTE e pelo Ministério da Cultura, baseado nos poemas do livro "A Deusa, o Herói, o Centauro e a Justa Medida" (editora Livre Galeria, 2011). Como violonista participou da XV Bienal de Música Brasileira Contemporânea e é integrante do duo Laranjeiras - Icaraí, com a violoncelista Nora Fortunato, e do duo Salles Tubenchlak com a celista Janaina Salles entre outros trabalhos.

 

rubenstubenchlak.com